Trazer o yoga para as ações simples do cotidiano é a revolução no existir de quem pratica… Entender que a potência e os ensinamentos dos Oito Aspectos do Yoga vão além das poses bonitas do Instagram.

Tem a ver com a maneira como conversamos com nossos parceiros e parceiras depois de um dia cansativo, com o jeito que damos limites, atenção e exemplo para nossos filhos, com o tom de voz e os modos com que demandamos as tarefas para colegas de trabalho, colaboradores ou clientes…

Com o que comemos, o jeito que pedimos informação na rua, que damos a frente para outro motorista porque dois minutos não vão mudar a nossa vida, mas podem mudar a dele… É preciso acatar a tudo que a vida te apresenta pacificamente sem reagir? De jeito nenhum. Você tem que abrir mão de tudo que gosta de fazer na hora de se divertir e se alimentar? Claro que não. Você apenas precisa discernir o que de fato você consome (no sentido mais amplo que o verbo consumir pode ter) e o que de fato nutre você: sua alma, seu corpo, seu coração, sua energia e os seus pensamentos. Você precisa ter voz de Buda ou de fada cósmica lânguida ou ser a Miss Simpatia? Negativo. Você só precisa se aceitar e gostar de si, além de tratar as pessoas e o planeta da maneira como você gostaria que tratassem você: com respeito, ética, educação e gentileza e JUSTIÇA. O que chamamos de empatia.

Viver em estado de yoga é parar de reclamar diariamente e não ter vergonha de chorar de vez em quando. Respirar o yoga é entender que se o ar que inspiramos e exalamos de nós para o planeta e vice versa reverbera com a energia e a qualidade que colocamos nele, imagina do que não é capaz a poluição, o plástico, a raiva, a ganância, a insegurança, a miséria emocional…

É aceitar sem preconceito todos os tipos de corpos e pessoas. É conhecer a Agenda 2030 da ONU e acreditar que não é por acaso que estamos juntas e juntos vivendo neste tempo. Viver no yoga é tomar a decisão diária de ser ativista da paz e da sustentabilidade de si e do mundo…

O yoga é disponível para todas as pessoas e é eficiente para a saúde física e emocional de QUALQUER ser humano, independente da idade, cultura, comorbidade física ou necessidade especial. Você, por exemplo, que tem pouca flexibilidade em tudo na vida, inclusive nos alongamentos e no hábito de controlar, conferir, ser preciso e infalível, miúdo nas relações afetivas, profissionais e pessoais… você vai apaziguar…

E você… que embarca em todos os sonhos e projetos criativos, potentes, lindos e mirabolantes como ninguém, tem um alongamento físico e flexibilidade invejável, mas não consegue se dedicar, ir até o final ou prestar atenção em nada porque sempre tem algo mais importante ou excitante para resolver… Você vai se orientar… eu garanto..

Você está acima do peso, vai conseguir? Vai ajudar em tudo!!!! Inclusive no peso e na saúde, o que é ainda mais importante. E você? Que está magra de doer os ossos quando senta no tapete e nem lembra qual foi a última vez que mexeu o corpo de tão sem graça e desmotivada que anda? Você vai ressuscitar e morrer de amor pelo o yoga! Dou minha palavra.

Você não aguenta mais a dor nas costas e o aperto no peito de má postura porque anda meio corcunda e de cabeça baixa só pensando em trabalhar no que você não gosta para pagar as contas? Passa em casa reclamando, que ninguém presta atenção em você e nas suas qualidades… O que está fazendo ainda aí sozinho?

E você bonzão número um em tudo? Sabichona de plantão… Que tudo sabe, tudo resolve, está sempre bem, linda, bem cuidada, marido apaixonado, filhos perfeitos, bolsa da hora, boletos em dia…uma lista interminável de conquistas e feitos que só mesmo você conseguiria ter… Não sofre por nada porque é bem mais fácil e animado ser prática e não perder tempo se autoconhecendo… Puxa, demorou, hein.

Não gosta de OMMMM, não tem problema, costumamos não gostar mesmo de tudo o que não entendemos… Implica com a cantoria dos mantras…? Não é barreira, mas se persistir vai perceber o poder que entoar a voz no mundo tem (em todos os sentidos), mesmo desafinada e em sânscrito, dizendo palavras que você não sabe bem o que significam…

Mas é constante. E a constância é mais forte que a força… E é ela que muda o jogo. Quando entendemos que o yoga faz com que aceitemos o que não podemos mudar, e mudemos o que não precisamos aceitar é porque fomos fisgados pelo tantra. Um amor consigo e com o mundo virá e voltará para você de forma irreversível e incondicional. Não é milagre e como tudo na vida é preciso praticar. Sempre! Não há mais tempo. Seja agente da mudança que você e o mundo precisam.

Mariana Bertolucci

CategoriasSem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.