C

Clarice Falcão, a dona da noite em Porto Alegre

CLARICE FALCÃO

Fotos por Glauco Malta — Turbinado

Com uma pegada pop e batida eletrônica, Clarice Falcão fez a noite fria de Porto Alegre ganhar mais vida. O show marcou o lançamento do terceiro álbum da cantora na capital, chamado Tem Conserto, produzido por ela e por Lucas de Paiva e que já está disponível nas plataformas digitais.

Clarice abriu o show com a música “Dia D”, um som ideal para uma sexta à noite. O refrão dizia “Esperei a semana toda / Hoje vai ter que rolar” e era disso que o público precisava para iniciar uma baita noite, com direito, inclusive, a uma música do Charlie Brown Jr. durante a abertura.

Junto a um grande público no Bar Opinião, a cantora também apresentou seu principal repertório de músicas, compostas por letras com teor sensual e protestos relacionados às ações do governo do país. O público idolatrou Clarice durante todo o show, dançou, se divertiu e fez coro com gritos entusiasmados.

Famosa por interagir muito com seu público, Clarice Falcão falou sobre as pessoas se amarem e se defenderem umas às outras das represálias do país. Brincou também com o fato de não ter errado as letras das músicas até boa parte do show, apesar de os deslizes parecerem não ter importância para o público que só queria ouvir suas músicas favoritas.

CLARICE FALCÃO

Foi um evento com muitos sorrisos e dança. A cantora parecia entender o que a galera precisava naquela noite. Não foram cantadas músicas calmas, tampouco monótonas. A euforia do público foi tamanha que Clarice e a banda voltaram para o palco após já terem se despedido, convencidas por incessantes gritos de “mais um, mais um, mais um”. E foi, afinal, esse o sentimento deixado pelo show.

Por José Oliveira

Categorias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *